Comunique Erro

 
Nome:
E-mail:
Erro:
Fechar
Empresas amigas
Resultados de Exames

Consulta de resultados de exames

Área médica:
Resultados de Exames

Newsletter

Receba novidades da ACCG

Cotação On line

Faça sua cotação de forma rápida e prática em nosso sistema.

Fazer cotação
Licitações

Confira aqui as modalidades
que a ACCG oferece para licitações.

Notícias
Tamanho da Letra A- | A+

Doação de lenços movimenta atividade recreativa para pacientes

Destaque

Resultado da arrecadação promovida pelo Centro de Saúde da Família (PSF) Vale dos Sonhos na Campanha “Lenço Solidário”, realizada no Outubro Rosa (mês de conscientização contra o câncer de mama), lenços foram doados para o Hospital Araújo Jorge (HAJ), e movimentaram uma Oficina recreativa para pacientes da unidade que passam pelo tratamento de quimioterapia, realizada na última quarta-feira, 1º/11.

Segundo Maria Sirlene de Jesus Mariano, coordenadora geral do PSF Vale dos Sonhos, parte dos mais de 300 lenços arrecadados foram para o HAJ e outra para o Hospital das Clínicas. “Divulgamos a campanha nas redes sociais, através dos nossos agentes de saúde, e através de cartazes fixados na unidade. Então, tivemos doações de entidades, voluntários, pacientes e profissionais de saúde”, disse a coordenadora.

As agentes do PSF foram convidadas para participar da Oficina de Lenços,  onde fizeram a entrega simbólica de alguns itens da doação repassada ao HAJ. “O restante dos lenços já deixamos no Hospital. É muito satisfatório pra gente saber que estamos fazendo algo do bem para pacientes que estão passando por um momento delicado. É gratificante para nós que trabalhamos na área da saúde”, afirmou Maria Sirlene.

A Oficina dos Lenços é ministrada por voluntárias e visa recreação e também passar informações para pacientes internadas no Hospital. “Eu participo toda primeira quarta- feira do mês da Oficina. O objetivo é gerar o aumento da autoestima. A gente propõe a amarração diferenciada do lenço, pois elas não sabem, e usar sempre da mesma forma elas enjoam. Então, nos propomos para elas essas novas técnicas e isso ajuda muito elas a variar as amarrações do lenço”, explica Walquíria Medeiros da Silva, voluntária e psicóloga.

A iniciativa é muito bem aceita pelas pacientes. Maria dos Santos de Oliveira, que está em tratamento, por exemplo, gosta de participar da atividade.  “A gente se sente bem e valorizada pelo apoio que as meninas têm dado pra gente. Muitas vezes a gente não sabe arrumar o lenço e elas nos ensinam como fazer. Às vezes nos sentimos até mal, devido a queda do cabelo, mas com elas aqui nos sentimos muito bem e aumenta a autoestima”, afirmou.

Fonte: Assessoria de Comunicação

Veja Também